A Viagem de Ulisses pelo rio Amazonas – André Gardel

Um livro para ser apreciado e deleitado devagar; tanto por ser um pouco lento e descritivo, quanto por ter uma escrita lírica e poética. Uma narrativa incomum, que flerta constantemente com o Realismo Mágico, ao mesmo tempo em que apresenta críticas pertinentes a nossa sociedade, política e religião.


Nome: A Viagem de Ulisses pelo rio Amazonas
Autor: André Gardel
Páginas: 178
Editora: 7letras


Sinopse: Demodoco Fêmio é um carioca, professor de literatura e que tem uma ideia genial para escrever o romance de sua vida; mesclar com maestria e sabedoria cultura Ameríndia com Grega. Sendo assim, o professor decide partir em uma viagem para a Amazônia e refazer o caminho que fez Ulisses quando desaguou em águas brasileiras. Mal sabia Fêmio que estava indo em direção a uma viagem sem volta. É assim que ele reencontra seu duplo, Ulisses, e ao mesmo tempo, conhece os horrores do tráfico que persiste no Estado do Amazonas.


4_20220408_134259_0003

A Viagem de Ulisses pelo rio Amazonas” é aquele tipo de livro que se lê devagar, para que assim, se possa apreciar a jornada dos personagens que compõem a narrativa. Dotada de uma trama lenta, que se se constrói sem pressa, com uma carga poética e descritiva enorme, esse não é um livro para todos, mas é uma obra que proporciona uma experiência única de leitura

Através da narrativa em primeira pessoa conhecemos as belezas de uma Amazônia ainda desconhecida para nós, pessoas da cidade grande, e observamos o horror que perpétua essas terras imaculadas; o terror proveniente da disputa territorial e do tráfico desenfreado que persiste no Estado.

“A ordem, a lógica, a rotina, são recortes provisórios, tentativas de resistência ao disperso, ao acaso, ao difuso e, assim como a vida, um projeto fadado à falência, à morte, à impermanência. O amor junta, o Caos dispersa; a vida projeta, o Caos delimita o seu tempo. A duração é a nossa única arma, a insistência vibrante de querer agregar-se apesar da inevitável desagregação.”

É um livro com críticas duras e ácidas ao governo, a religião e a própria sociedade. Com uma trama que, além de abordagens pertinentes, flerta ao longo de todo o enredo com o Realismo Magico, expondo ao leitor um mundo desconhecido; a cultura Ameríndia, seus costumes, lendas e deuses.

Aqui, tudo é devidamente evidenciado e apresentado, sem romantização ou estereótipos; apenas, valorização cultural.

Ameríndios e Gregos

Um ponto interessante que se torna presente ao longo de toda a narrativa de “A Viagem de Ulisses pelo Rio Amazonas” é a questão da mescla de culturas.

Aqui temos o icônico personagem de Homero, Ulisses, desaguando nas águas do rio Amazonas, conhecendo a cultura Ameríndia e compreendendo a grandiosidade de tudo que lhe é mostrado. Não obstante, temos a mescla cultural que se faz presente com o fato de que o personagem acredita que o Titã Caos nasceu em um ponto específico da Amazônia.

“A montanha onde nasce um deus que é Rio-Mar deve ser o local em que o titã primeiro está aprisionado. Se Atena me ajudar e eu sobreviver à cólera caudalosa dessas águas, não vou descansar enquanto não chegar à moradia de Caos, a origem de tudo.”

Essa mistura de povos pode parecer estranha em um primeiro momento e até um tanto confusa, afinal são culturas totalmente distintas. Entretanto, o autor faz um ótimo trabalho ao evidenciar de forma palpável e crível as semelhanças entre as tradições dos dois povos.

E embora em alguns momentos a obra apresente pontos de colisão entre um costume e outro, é válido acrescentar que Ulisses aprende a respeitar um novo ponto de vista e compreende que tudo está interligado com a natureza e com a vida.

A mescla cultural é imensamente interessante.

Valorização Cultural

Até porque, embora tenhamos toda essa mescla cultural entre Gregos e Ameríndios, “A viagem de Ulisses pelo Rio Amazonas” é um livro que, quase que exclusivamente, apresenta e homenageia a cultura presente no Amazonas.

Seja aquela tradição conhecida por Ulisses ou mesmo os costumes apreciados por Fêmio, o escritor e protagonista da trama principal.

“Há coisas que jamais podem ser faladas, mas, se quiser contá-las, transforme as palavras em música, dança, pintura, só assim a linguagem será sensação pura, experiência viva, realidade palpável.

O autor não poupa momentos em que apresenta ao leitor festas, visitas a aldeias e personagens que explicam o poder divino da Amazônia e a constante conexão com a natureza que existe no estado. Aqui, mitos e lendas Ameríndios ganham vida e ecoam ao longo da obra, se expandindo para nossos horizontes e evidenciando toda a beleza que há nessa terra.

Uma homenagem encantadora.

Além disso, algo que me chamou atenção ao longo da leitura é a regionalidade presente na trama, principalmente no que se refere a termos utilizados em diálogos. Aqui os personagens evidenciam o dialeto presente na região, o que torna fácil vê-los como pessoas reais que recepcionam o leitor e o transportam para dentro das páginas da obra.

O Amazonas

Porque é claro que se estamos lendo um livro focado em uma viagem de conhecimento cultural e autoconhecimento, o leitor também vai viajar através das descrições proporcionadas ao longo da narrativa.

E o autor de “A Viagem de Ulisses pelo Rio Amazonas” entrega uma ambientação mais do que bela. Cenários grandiosos e totalmente visuais, aterrador por vezes e encantador em quase todos os momentos.

“O Amazonas está mais incontrolável do que nunca, as águas excitadas, dando a impressão de querer erguer-se, somar-se aos rios voadores que a floresta produz na evapotranspiração. Deseja ser levado pelos ventos até o paredão dos Andes e de lá ricochetear, espalhando-se, soberano, por todo o planeta.”

Desde o ponto em que Fêmio se perde dentro das matas fechadas que rondam todo o estado, tendo que sobreviver com os animais selvagens; quando ele se encontra com os pajés de uma determinada aldeia ou mesmo quando suas viagens de barco o levam a observar os fenômenos naturais da Amazônia.

Cada detalhe e descrição é um primor a parte e faz o leitor se sentir dentro da aventura de Fêmio, viajando por entre as páginas e conhecendo um dos estados mais belos do Brasil.

Porque a Amazônia é simplesmente um paraíso na terra.

Críticas

E claro que para falar desse livro se faz necessário falar das inúmeras críticas que a obra apresenta; principalmente no que se refere ao nosso governo atual.

E embora não estejam presente a todo momento na narrativa, quando o autor se propõe a cutucar nossas feridas não cicatrizadas, a cruel realidade é incômoda e choca, principalmente pelo fato do autor abordar um tema tão delicado quanto é a questão do tráfico na região.

“O sonho das elites brasileiras é transformar o país inteiro em um imenso espaço privado, para que continuem enriquecendo, desprezando a vida que é diferente da delas, fazendo da terra um circo de horrores.”

Aqui, não temos apenas críticas ao governo, mas também a sociedade em geral, que tende a fechar os olhos e fingir que nada está acontecendo, que a Amazônia não vem sendo explorada dia após dia, que a prostituição infantil não existe ou mesmo que o massacre dos povos culturais da região não está ocorrendo.

Cada trecho crítico do autor é um verdadeiro tapa na cara. E dói ler.

Além disso, outro ponto de discussão recorrente é a crítica a religião e como seus líderes encontram pretextos para impor sua fé aos povos nativos da Amazônia, anulando anos de cultura apenas porque acreditam que possam interferir no que um povo acredita.

As críticas da obra, embora poucas ao longo da narrativa, são potentes e fazem o leitor refletir sobre a Amazônia.

A Viagem de Ulisses pelo Rio Amazonas” é uma leitura densa e que carece de uma dedicação do leitor. Não é um livro para todos, mas é uma leitura potente e enriquecedora para quem se propor ao desafio de conhecer a obra. Um livro carregado de belas descrições, valorização cultural e críticas ácidas e pertinentes ao governo atual, a religião e a sociedade.


Gostou do livro?
Quer adquirir?
Compre através do nosso LINK da Amazon!


Lembrando que ao adquirir a obra através do nosso Link, você não paga nada a mais por isso e ainda ajuda o blog a trazer cada vez mais conteúdo legal e bem trabalhado para vocês.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s